Dicas - 28/05/2018

11 dicas para cuidar da piscina no inverno

Quem ainda não possui uma piscina aquecida (veja como é fácil ter a sua clicando aqui), precisa tomar alguns cuidados durante o inverno. Realizar a hibernação correta evita danos sérios, confira nossas dicas:

1 – Limpeza e higienização: escove todos os azulejos laterais e do piso, remova toda a sujeira visível como folhas e insetos. Este procedimento é muito importante para evitar a procriação de bactérias e principalmente de algas que tornam a água inutilizável.

2 – Equilíbrio da água: os diferentes níveis de componentes devem estar com o valor ideal. No caso do cloro ou outro componente utilizado, deve ser aplicado em uma quantidade suficiente para o tratamento de choque e acrescentado em grande quantidade o Algicida. No inverno devemos ficar de olho em todos os parâmetros, mais em especial no teor de cloro ativo, para que não venhamos a clorar a piscina em excesso, ou utilizar uma quantidade muito grande de auxiliares líquidos, pois, desta forma, poderemos prejudicar a água da piscina, formando também espumas na água.

3 – Tratamento de choque: conhecido como supercloração é a aplicação de cloro em uma quantidade maior do que o comum. Geralmente feito com 14 g/m³ de Cloro Granulado.

4 – Prevenção de algas: com as medidas informadas no item anterior para cada tipo de piscina, aplique cloração de choque e Algicida.

5 – Equipamentos: todos os equipamentos como bomba, temporizadores, robots de limpeza e sistemas de aquecimento devem ser desligados corretamente. Faça uma limpeza nos equipamentos de manutenção como bomba, motor e filtro. Ao terminar feche as válvulas.

6 – Nível da água: a linha de água deve ficar abaixo do skimmer com aproximadamente 50 cm. Com a baixa temperatura a água pode expandir e danificar componentes de plástico como skimmer ou os azulejos. O nível da água terá que ser checado com frequência, caso isso não seja possível, baixe o nível para mais de 50 cm.

7 – Esvaziar a canalização: este é um dos passos mais difíceis, porém o mais importante. Para fazer o correto esvaziamento deve-se utilizar a bomba de água, de ar ou a própria bomba da piscina. Caso a região tenha costume de nevar o ideal é usar o anticongelamento em todo o circuito da água, mas atenção: nunca utilize o anticongelamento de carro, pois é corrosivo. Feche todas as entradas e saídas de água como, por exemplo, o ralo.

8 – Objetos: retire todos os objetos de dentro da água como boias, flutuadores, brinquedos e outros.

9 – Tijolos: para evitar danos nos tijolos por causa do congelamento da água, utilize vasilhas plásticas ou garrafas pets cheias de água da própria piscina e deixe-as boiando. Este método é utilizado para que quando a água expandir por causa do congelamento a pressão seja aplicada nos plásticos e não nos tijolos.

10 – Cobertura: existem algumas coberturas especiais para o inverno, que possuem maior resistência ao clima frio e sua utilização é importante para evitar que caiam lixos dentro da piscina e que o nível da água assim como seu equilíbrio seja alterado com a chuva. Em alguns casos é necessário fazer uma limpeza na cobertura evitando peso excessivo sobre a mesma, que pode ser causado pela neve ou chuva.

Durante a hibernação da piscina, verifique o estado do nível de água, cobertura, canalização e equilíbrio da água com frequência.

Com o término da hibernação, os procedimentos citados no passo a passo devem ser feitos de ordem inversa, começando pela limpeza dos equipamentos de manutenção e terminando com a limpeza e higienização da piscina.

Dúvidas? Fale sempre com um profissional especializado.

Quer saber mais sobre automação residencial? Fale com a gente.
Teremos o maior prazer ajudar e em fornecer mais informações.

Copyright © 2019 Divina Lux. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Textuau!